Um novo Ensino Médio

Prof. D´Agô

O coordenador geral do Colégio São Judas Tadeu, Rosário Antônio D’Agostino, o DAgô, fala sobre as novidades no Ensino Médio da escola.

Até bem pouco tempo, ter acesso à informação, dominar as tecnologias, ter vastos conhecimentos técnicos, científicos e acadêmicos era o caminho para garantir o sucesso de um cidadão. Hoje, não é mais. O mundo passa por profundas transformações em que a supervalorização da informação dá lugar a outros aspectos do desenvolvimento humano. Trata-se das habilidades socioemocionais, dentre as quais merecem atenção a empatia, a autoestima, a ética, a paciência, o autoconhecimento, a confiança, a responsabilidade, a autonomia, a criatividade, a comunicação, a colaboração, o pensamento crítico, o respeito e o caráter. “Todas são extremamente necessárias para que os alunos lutem pelas causas que precisam lutar e usem seu talento para resolver problemas”, defende D’Agô. “É disso que o mundo precisa para que se criem ambientes democráticos e de convivência harmoniosa.”

Por acreditar nesse propósito, o Colégio São Judas Tadeu reformulou seu Ensino Médio. Na entrevista com o coordenador geral, entenda quais são as mudanças.

1. Quais mudanças aconteceram no Ensino Médio do Colégio São Judas Tadeu? 

D´Agô – As mais impactantes foram o aumento da carga horária e a formação de dois blocos de disciplinas. Um deles trata da formação clássica, com as disciplinas tradicionais: Língua Portuguesa, Matemática, Física, Química, Inglês, Arte, Biologia, Sociologia, Filosofia e Educação Física. Esse núcleo é chamado de formação geral. O outro bloco é o dos itinerários formativos, associados a quatro áreas do conhecimento: Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Vale destacar que esses itinerários foram montados de forma versátil, contemplando mais de uma área do conhecimento para que o aluno entre em contato com outras áreas antes de decidir sobre seu futuro profissional.


2. Além dessa divisão das disciplinas em blocos, o que mais o CSJT tem de novidade?

D´Agô – Implantamos também o Projeto Integrador e o Projeto de Vida. O primeiro tem o objetivo de desenvolver as competências que estão sendo adquiridas nos Ensinos Fundamental e Médio. O projeto culmina com a apresentação de um trabalho inter ou transdisciplinar sobre um tema da atualidade, o que dá mais sentido a aprendizagem. O segundo está ligado ao modo como cada um reconhece a si mesmo e se coloca diante do mundo. Por isso, ao longo de toda a trajetória, os alunos do Colégio São Judas Tadeu são instados a refletir sobre como se veem e o que querem para si, socialmente e no mundo do trabalho.


3. Como essas mudanças devem impactar a aprendizagem dos alunos?

D´Agô – A expectativa é que se mantenha uma abordagem pedagógica coerente, com uma concepção de aprendizagem significativa, entendida como o ponto inicial da aprendizagem, a partir da qual a escola deve proceder à escolha das técnicas, estratégias e atividades a serem desenvolvidas. A proposta educativa do Colégio São Judas Tadeu permite a compreensão da realidade e o desenvolvimento do ser humano no seu nível intelectual, afetivo, emocional e religioso, seu compromisso com a ética e a responsabilidade social. Tudo para que o estudante exerça uma vida cidadã.


4. Os alunos terão mais tempo de aula na escola?

D´Agô – Sim. O que poderia ser implantado gradativamente até 2022, será implantado já no próximo ano. O Ensino Médio do Colégio São Judas Tadeu terá 35 aulas semanais de efetivo trabalho acadêmico nas três séries, o que equivale a 3500 horas (1800 horas de formação geral e 1700 horas de itinerários formativos). Isso sem contar os projetos opcionais oferecidos no contraturno escolar, como Plantão de Redação, Projeto Profissões, Projeto Atualidades, Esportes e Monitorias. Apenas como base de comparação, no Ensino Médio diurno, pela legislação vigente, a duração mínima é de três anos, com carga horária mínima total de 2400 horas, tendo como referência uma carga horária anual de 800 horas, distribuídas em, pelo menos, 200 dias de efetivo trabalho escolar.


https://www.colegiosaojudas.com.br/projeto-multidisciplar/

Os esforços do CSJT são para oferecer uma engenharia curricular inteligente que propicie o desenvolvimento de competências e habilidades exigidas do cidadão contemporâneo a fim de prepará-lo para exercer papéis relevantes no processo inevitável de transformação social.

4 Comentários

Postar um comentário