15 dicas para uma boa redação

Muitos estudantes se perguntam: “como fazer uma redação perfeita?” A resposta correta para essa pergunta é que não há uma regra exata, uma receita de bolo que indique como uma redação deve ser feita, já que cada texto é bastante pessoal. Entretanto, isso não significa que não seja possível praticar ou treinar para ter uma escrita capaz de impressionar aos seus professores.

Neste artigo, listamos 15 dicas de como fazer uma boa redação e de como garantir boas notas não apenas em suas provas na escola, mas também em vestibulares e em concursos. As mudanças não vão acontecer da noite para o dia, mas, com um pouco de prática e força de vontade, certamente logo você estará escrevendo excelentes textos.

Leia bastante

Um bom vocabulário só se constrói com muita leitura. Assim, quanto mais livros você ler – dos mais variados temas – maiores são as chances de você entrar em contato com palavras diferentes. Quando se deparar com um vocábulo que você não conhece, anote-o em um papel e procure o seu significado no dicionário.

Pratique escrever

Ninguém aprender a escrever bem apenas lendo ou aprendendo teorias sobre escrita. A melhor maneira de testar os seus conhecimentos é colocando a mão na massa ou seja, escrevendo. Tente fazer pelo menos duas redações por semana e apresente os resultados para o seu professor para que ele possa corrigir os seus erros.

Pense na estrutura

Antes de começar a escrever, utilize um rascunho para estruturar as suas ideias. Um bom texto é dividido em introdução, desenvolvimento e conclusão. Tenha em mente, com clareza, quais os tópicos que você pretende abordar em cada item.

Como começar uma redação

Introdução

Dê uma atenção especial à introdução. É nela que você vai descrever quais são os itens que serão abordados ao longo do seu texto. Para ter mais objetividade, procure responder às seguintes perguntas: o quê?, quem?, quando?, como?, onde? e por quê?. Em linhas gerais, o restante do texto será um desenvolvimento das ideias introdutórias.

 

Desenvolvimento

A partir do segundo e do terceiro parágrafo, é o momento em que você vai explicar melhor as ideias introduzidas no início do texto. Aqui, se for necessário, é hora de tomar partido em suas ideias e de argumentar, justificando o motivo de você ter escolhido aquele ponto de vista. É a parte mais longa do texto e que também merece maior atenção.

 

Conclusão

Essa é a parte final do texto. Nesse momento, é importante resgatar alguns pontos que foram ditos anteriormente e concluir o seu pensamento, indicando claramente qual é a sua opinião sobre o assunto. Tente se objetivo e evite apenas listar os itens que já foram ditos.

Reescreva frases truncadas

Quando estamos escrevendo é natural que algumas orações sejam construídas de maneira truncada, uma vez que o fluxo do nosso pensamento é diferente do fluxo da escrita. Dessa forma, se você perceber que algo que escreveu ficou confuso ou dúbio, reescreva a frase até que ela esteja mais clara.

Preste atenção ao enunciado

É fundamental ler atentamente aquilo que é pedido no enunciado da questão. Uma ótima redação pode receber uma nota baixa se o objetivo do professor era que você fizesse um resumo ou uma resenha crítica. Lembre-se: a redação responde a uma pergunta da prova, ainda que o tema seja livre.

Tamanho ideal

Tudo vai depender dos limites que o enunciado da questão pede. Para treinar, pratique fazer redações com pelo menos 15 linhas, divididas em pelo menos quatro parágrafos. Nesse caso, deixe um parágrafo para a introdução, dois para o desenvolvimento e um para conclusão. Redações maiores devem seguir a mesma proporção.

Fuja do “nariz de cera”

Um dos recursos utilizados pelos estudantes para ganhar espaço é fazer introduções longas, divagando sobre temas que não necessariamente têm relação com o tema pedido. A essas introduções longas, dá-se o nome de “nariz de cera”. Evite ser vago ou usar chavões, a objetividade também é um dos pontos a serem avaliados.

Revise o que escreveu

Quando estamos produzindo um texto, alguns erros de grafia ou mesmo de concordância podem aparecer no meio do texto sem que nós nos demos conta. Por isso, ao terminar de escrever revise sempre o seu material antes de encaminhar para o professor. Você pode salvar pontos preciosos ficando atento aos seus erros.

Conheça os gêneros textuais

Assim como já mencionamos que você deve sempre ler o enunciado com atenção, é de suma importância que você conheça os gêneros textuais. Se o título da questão pedir uma resenha o texto será completamente diferente de um resumo ou de um artigo. Saber as diferenças entre cada um dos gêneros é o primeiro passo de como fazer uma boa redação.

Cuidado com os títulos

Nem toda redação pede que você coloque um título, tudo vai depender do que foi cobrado na questão. Porém, caso seja preciso dar um título ao seu texto, seja objetivo e evite frases longas e muito descritivas. Prefira títulos curtos e lembre-se de que não há pontuação no final.

Evite escrever frases muito longas

Frases muito longas deixam a leitura do seu texto muito cansativa. Evite escrever períodos com mais de duas linhas. Se isso estiver acontecendo em suas redações é sinal de que a pontuação não está sendo usada corretamente. Além disso, em períodos mais longos aumentam as chances de você se perder na construção das frases, potencializando erros.

Não deixe a redação para o final

A redação é, sem dúvidas, uma das questões que mais tomam tempo para serem respondida. Muitos alunos optam por fazê-la apenas no final da prova, mas essa alternativa pode não ser uma boa ideia. Nesse momento, você já está cansado e as chances de errar são maiores. Tente fazer uma experiência e comece a prova pela redação. Você vai estar mais descansado e suas ideias vão fluir melhor.