Cidadania também se desenvolve na escola

O principal objetivo de educar para a cidadania é ensinar o aluno a aprender a ser e a conviver. Como fazer isso? Oferecendo atividades que tenham como estratégia a formação de consciência ética e solidária, assentada em valores humanos.

Com base nisso, o Colégio São Judas Tadeu trabalha o autoconhecimento dentro da disciplina de Empreendedorismo, pois quando os traços de caráter, os significados e os valores são desenvolvidos ao longo da vida, reforçamos as atitudes sadias, dignas e éticas.

Aprender a conhecer e a fazer são enriquecidos por meio do repertório de atitudes e comportamentos dos estudantes, com dinâmicas em grupo, role playing (jogo em que os participantes, muitas vezes, fingem ser outra pessoa, em épocas diferentes ou nos dias atuais) e atividades que propiciam a vivência de diferentes papéis sociais. O exercício de escolhas e o aprendizado sobre as emoções permitem ao aluno reconhecer a si mesmo e suas relações de forma clara.

No Fundamental II (do 6º ao 9º ano), buscamos motivar o amadurecimento a partir de reflexões sobre o conhecimento de si mesmos e como desenvolver e praticar valores, promovendo a convivência mais harmônica. Outro caminho são as leituras de livros paradidáticos para trabalhar a percepção e o reconhecimento de si e dos outros no que se refere a pensamentos, sentimentos e atitudes. A identificação dos sentimentos e do impacto de nossas ações nas outras pessoas é condição essencial para estabelecermos um convívio sadio e produtivo.

Cidadania no Ensino Médio

No Ensino Médio, o professor fomenta esse interesse por meio de discussões críticas e do envolvimento genuíno nos interesses de seus alunos. Incentivar grupos de debates, reflexões, análises da política brasileira, escolha de seus representantes e resolução de dificuldades, devem estar sempre em voga na sala de aula. Saiba mais clicando aqui

As famílias têm seu papel no desenvolvimento da cidadania de seus filhos. No que diz respeito exclusivamente è escola, os pais podem (e devem) participar da vida escolar deles. Nós sempre orientamos os pais a trabalharem em parceria, confiando na escola e nas ações coletivas e nos valores que a escola defende. Tudo isso contribui para o desenvolvimento integral do aluno.

Um exemplo simples é a participação dos pais nas reuniões pedagógicas. Esse é o momento em que os professores podem contar mais sobre suas ações em sala de aula, envolver os pais nos estudos dos filhos e lembrar sempre que eles são a maior referência em casa. Pais que valorizam a escola têm filhos que se interessam pelo estudo. Em contrapartida, a escola encoraja o diálogo e cria um ambiente afetivo para que eles se sintam acolhidos, valorizados e tenham liberdade de expressão.

O desenvolvimento da cidadania dentro das melhores escolas

Há muitas as possibilidades atuais de integrar os alunos com o tema “cidadania”. No São Judas escola particular no bairro da Mooca, por exemplo, a disciplina “Empreendedorismo” instiga o processo de autoconhecimento. Desse modo, os alunos têm a chance de questionar e desenvolver traços de caráter, significando e valorizando suas ações, algo que contribui para atitudes sadias, dignas e éticas. Também existe um grande incentivo da escola e dos professores para dinâmicas em grupo, role playing (jogo em que os participantes, muitas vezes, fingem serem outras pessoas) e atividades que proporcionam a vivência de diferentes papéis sociais. Leia mais aqui!

Fora do ambiente de aula e estudo, o assunto ainda marca presença em palestras de especialistas convidados, que abordam e debatem temas estreitamente ligados a diversos campos da cidadania.

Durante o Ensino Médio, além da importância para uma formação mais completa de cada estudante, o assunto colabora para que os alunos se sintam mais integrados ao ambiente escolar, identificando-se com ele. Afinal, participar ativamente do mundo e mudá-lo de forma positiva são coisas que fazem parte dos sonhos de todos os adolescentes. A escola, ao lado do núcleo familiar, não pode se omitir no momento de sugerir bons caminhos para eles realizarem esses desejos. Clique aqui e leia mais.