Caminho para despertar conhecimento

A velocidade em que o conhecimento disponível no mundo duplica de tamanho cresce à taxas assustadoras, mas, isso não é necessariamente uma novidade. Em meados do século passado o arquiteto, inventor e escritor Buckminster Fuller, em sua teoria da “Curva de Duplicação do Conhecimento” conceituou que em 1900 o conhecimento disponível duplicava a cada 100 anos e que logo após a Segunda Guerra Mundial, o conhecimento disponível duplicava a cada 25 anos.

Porém, recentes pesquisas da IBM declaram que o conhecimento disponível no mundo já duplica a cada 12 meses e oferece uma projeção de que, em 2020, o conhecimento disponível (nas suas mais diversas plataformas) irá duplicar a cada 12 horas, principalmente por conta da aplicação da Inteligência Artificial em diversas áreas do conhecimento.

Entender este novo contexto nos leva a quebra de um grande paradigma, pois, se até o início dos anos 2000 ouvíamos sobre a necessidade de absorver conhecimento disponível, ouvimos agora sobre a necessidade de interagir e manipular tal conhecimento, já que “aprender tudo o que está disponível” se tornou algo inviável.

Olhando por este referencial, a necessidade de desenvolver no cidadão do novo milênio habilidades para entender este conhecimento disponível nos meios digitais e interagir com ele é cada vez mais urgente.

A Multimídia no despertar do conhecimento e vocação

Estar devidamente inserido neste novo contexto é fundamental para permitir que o jovem identifique quais conhecimentos estão mais ligados aos seus gostos e objetivos, bem como para ajudá-lo a despertar vocações importantes para sua escolha profissional. Recentemente escrevemos sobre esta questão em um conteúdo que aborda a implantação do OPEE (Metodologia na Orientação Profissional, Emprego e Empreendedorismo), no Colégio São Judas.

Entendendo a necessidade de atuar frontalmente nestas demandas, nós do Colégio São Judas decidimos nos aprofundar nesses conceitos e desenvolver atividades capazes de satisfazer a necessidade de alunos e a preocupação de pais e responsáveis.

Orientando o consumo de conteúdo digital

Uma simples busca no Google ou mesmo no Youtube (indicado pelo próprio Google como buscador preferido de jovens e adolescentes) traz uma quantidade imensa de resultados, nos levando a um acervo de conteúdo incrível, quantitativamente falando.

Porém, partilhando das preocupações de pais e responsáveis com os quais conversamos diariamente, nos focamos na orientação quanto a qualidade dos conteúdos acessados por crianças e adolescentes a partir dos meios digitais.

Para isso, incluímos esta preocupação no Planejamento Pedagógico do Colégio São Judas e firmamos a parceria com o Google for Education, importante plataforma de auxílio educacional utilizado por mais de 20 Milhões de alunos e professores no mundo. Entre as atividades implantadas pelo processo está a capacitação do corpo docente para a realização de atividades educacionais e orientação quanto ao consumo de conteúdo digital.

Orientando o consumo de conteúdo digital

Uma simples busca no Google ou mesmo no Youtube (indicado pelo próprio Google como buscador preferido de jovens e adolescentes) traz uma quantidade imensa de resultados, nos levando a um acervo de conteúdo incrível, quantitativamente falando.

Porém, partilhando das preocupações de pais e responsáveis com os quais conversamos diariamente, nos focamos na orientação quanto a qualidade dos conteúdos acessados por crianças e adolescentes a partir dos meios digitais.

Para isso, incluímos esta preocupação no Planejamento Pedagógico do Colégio São Judas e firmamos a parceria com o Google for Education, importante plataforma de auxílio educacional utilizado por mais de 20 Milhões de alunos e professores no mundo. Entre as atividades implantadas pelo processo está a capacitação do corpo docente para a realização de atividades educacionais e orientação quanto ao consumo de conteúdo digital.

Orientando a produção de conteúdo digital

Do outro lado, entendemos a crescente atividade de produção espontânea de conteúdo por jovens e adolescentes. Motivados pelos exemplos de Youtubers, que ficam famosos pela publicação de conteúdo (convenhamos, nem sempre educativos), muitos são aqueles que desejam criar seus próprios canais de conteúdo e criar sua fama.

Mais uma vez nos posicionamos frente a esta importante demanda criando o Estúdio Audiovisual do Colégio São Judas, onde alunos são instruídos por educadores qualificados, sobre como roteirizar, gravar, editar e publicar conteúdos a partir do seu conhecimento.

Desta forma, tratamos a necessidade do jovem em publicar conteúdos com objetivo educacional, demonstrando que a “construção de autoridade” tão desejada por eles pode ser feita de forma descontraída e profissional, entregando conteúdo que realmente faça a diferença para a sociedade. Se um dia eles se transformarem em Youtubers famosos, que seja pela qualidade do seu conteúdo.

Abaixo nossas alunas apresentam um dos aplicativos mais populares entre os jovens, em um vídeo interativo, gravado no espaço Google do Colégio.

Um novo contexto educacional para o qual estamos atentos

Esta é mais uma forma de demonstrar o quanto estamos empenhados em construir os próximos 70 anos do Colégio São Judas. Se formamos até este momento mais de 60 mil cidadãos para um mundo em constante mudança, estamos nos preparando constantemente para formar tantos outros nos anos que se seguirão.