7 Fábulas que Seu Filho Precisa Conhecer

Ler fábulas para as crianças é uma das melhores maneiras de fazer com que elas reflitam sobre um determinado pensamento. Além de ser uma ótima forma de entretenimento, a moral da história acaba sendo o momento perfeito para os pais darem uma nova lição para os seus filhos, ensinando valores morais.

Na educação infantil, a leitura dos contos infantis é frequente e ajuda muito no aprendizado. Dentro das histórias para crianças se escondem tramas muito inteligentes e que têm duas características: são de fácil memorização, pois se tratam de histórias bem curtas, e despertam em quem as ouve a oportunidade de reflexão, uma vez que as metáforas são válidas para vários momentos da nossa vida.

Aqui, listamos sete fábulas consagradas e que vão ensinar alguns valores importantes para o seu filho. Por meio das pequenas histórias, você terá a oportunidade de falar sobre honestidade, humildade, paciência, trabalho e muitos outros, com a certeza que muito provavelmente essas lições não serão esquecidas tão cedo.

  1. A cigarra e a formiga
    A primeira história que indicamos é também uma das mais conhecidas de várias gerações. A Formiga e a Cigarra conta a história de um cigarra que, durante o verão, passava os dias a cantar, enquanto a formiga apenas trabalhava estocando mantimentos para o período de inverno. Quando o inverno chegou, a cigarra sem nada vai pedir abrigo para a formiga.
    A fábula fala sobre a importância de ter responsabilidade, conciliando lazer e trabalho, preparando-se para o que está por vir.
  2. O vestido azul
    Entre as fábulas mais interessantes para serem debatidas em sala de aula, O Vestido Azul é uma das que merece atenção. A fábula conta a história de um professor que, vendo uma aluna ir para aula sempre suja e mal arrumada, decide dar a ela um vestido azul. A mãe, ao ver o vestido, decide dar banho na criança e o pai, vendo sua filha arrumada e limpa, decide arrumar a casa. Isso inspira os vizinhos a fazer o mesmo.
    A história fala sobre as transformações que provocamos com atitudes simples.
  3. O menino e os pregos
    O Menino e os Pregos está entre as fábulas que falam sobre autocontrole e paciência. Existia um menino que brigava com todo mundo e acabava magoando as pessoas de forma desnecessária. Assim, um sábio recomendou a ele que cada vez que ficasse nervoso ou irritado ele fosse até a cerca e martelasse um prego. Qual não foi sua surpresa ao ver que a quantidade de pregos que ele pregou foi suficiente para cercar uma fazenda inteira.
    A fábula fala também sobre a importância de canalizar as nossas energias para algo bom.
  4. A lebre e a tartaruga
    Devagar se vai longe é a moral da história da lebre e da tartaruga. A história fala sobre um desafio que a lebre fez para a tartaruga: correria mais rápido que ela em qualquer circunstância. A tartaruga topou o desafio e começou a treinar enquanto a lebre apenas se divertia. No dia da corrida, a lebre disparou na frente e vendo a tartaruga para trás, decidiu se deitar e dormir um pouco para esperar. Quando acordou, porém, a tartaruga já a havia ultrapassado e era tarde demais para conseguir o primeiro lugar.
    A fábula fala sobre os bons resultados que o trabalho contínuo pode trazer bem como mostra que a arrogância não leva a lugar nenhum.
  5. O leão e o ratinho
    Um pequeno ratinho ousou invadir o território de um leão um dia e, sem muita dificuldade, o felino abocanhou o pequeno roedor. Ele estava prestes a mata-lo quando o ratinho suplicou: “se você me deixar viver tenho certeza que um dia poderei retribuir seu gesto de bondade”. O leão riu, pois tinha certeza que jamais precisaria de um rato, mas como não tinha nada a perder decidiu aceitar a proposta. Porém, um dia o leão caiu em uma armadilha e adivinhe quem apareceu para salvá-lo?
    A história fala sobre a importância de tratarmos bem a todas as pessoas e que gestos de bondade, de uma forma ou de outra, sempre acabam sendo recompensados.
  6. A raposa e a cegonha
    Conta a história que a raposa chamou a cegonha para jantar, mas serviu a ela sopa. Com seu longo bico, a cegonha não conseguiu comer nada e foi embora com fome. A raposa se contorcia de tanto dar risada por conta da peça que havia pregado. Porém, a cegonha decidiu dar o troco, chamando a raposa para jantar e servindo sopa em jarros compridos, que só o bico da cegonha era capaz de alcançar no fundo. Foi a vez da raposa ir embora com fome.
    Não faça algum mal aos outros que não gostaria que fizessem com você. Essa é a moral da fábula da raposa e da cegonha.
  7. A menina e o leite
    Uma menina caminhava pela estrada com um jarro de leite na mão e fazia planos. Se vendesse o leite poderia comprar ovos; chocando os ovos teria uma dúzia de pintinhos; assim, venderia o galo e criaria as frangas; com mais ovos, teria mais galos e galinhas. Enquanto fazia suas contas de grandeza ela se distraiu, tropeçou em uma pedra e derrubou todo o leite no chão.
    A moral da história aqui é que não se deve contar com alguma coisa antes de fato consegui-la.